A tecnologia têxtil e a moda




Por que um profissional de moda deve conhecer os têxteis e solidificar seu repertório técnico e estético sobre eles? Simplesmente porque quando falamos de produto de moda - e não importa qual é a sua atuação na área -, estaremos falando direta ou indiretamente dos materiais: mais de 90%, com certeza, são tecidos.


Há cerca de 30 anos, quando o mercado de moda brasileiro se consolidou, era muito comum separar os profissionais ligados aos têxteis daqueles ligados aos produtos. Em termos de "prestígio" funcional, o profissional "mais técnico" não era tão valorizado quanto aquele que criava os produtos ou até mesmo aqueles que trabalhavam no marketing das marcas. As carreiras de moda em nível superior cresceram vertiginosamente na década de 1990 e nelas, destinava-se uma carga horária muito pequena para falar de tecidos: de 40 a 80 horas num curso que na época chegava a ter mais de 3000 horas de aula.


Não é preciso dizer mais, pois a sua pouca importância está expressa nesses dados. Ocorre que hoje, o cenário mudou totalmente e ter conhecimento dos princípios da tecnologia têxtil, dos processos, das matérias-primas, acabamentos etc., pode ser seu diferencial na hora de conseguir um trabalho ou de trazer o diferencial para sua marca. Por que? Porque os maiores valores associados à moda contemporânea hoje têm relação com a materialidade. Falamos aqui, apenas de 5 pontos:


  1. Sustentabilidade: não é só uma "modinha". No mercado europeu, por exemplo, nos próximos anos o profissional que não domine e que não valorize a sustentabilidade, simplesmente não terá lugar. Idem para os produtos. Cada vez mais criam-se novas exigências relacionadas à origem dos materiais e à sua manipulação, razão pela qual o conhecimento têxtil é fundamental.

  2. Processos: quem tem um pouco de conhecimento sobre materiais têxteis sabe que as propriedades dos tecidos influenciam diretamente no trabalho, na técnica, nas possibilidades. Como projetar ou criar, então, sem considerar a viabilidade produtiva, suas deficiências e potenciais?

  3. Visível e invisível: num mundo onde o formato das roupas foi explorado até próximo ao limite - dentro daquilo que consideramos vestível -, a inovação tem chegado dos materiais e de seu domínio. Posso mudar a aparência de algo ou posso ter um material que tem a aparência de outro. Só quem domina a tecnologia têxtil pode ter essas ideias.

  4. Repertório: qualquer profissão dentro da área de moda implica entrar em contato com os produtos. Os produtos são feitos majoritariamente de materiais têxteis e é bem pouco profissional nao conhecer as características, denominações, técnicas essenciais etc.

  5. Produto: pra quem trabalha especificamente com o produto, da criação à venda, estabelecer relações entre o material e a sua performance é fundamental. Como eu posso escolher um tecido se não sei seu caimento? Como posso imaginar um lookbook se não sei o que devo ou não valorizar? Assim, o tecido é o modo de materializar a nossa ideia e é fundamental dominá-lo.


Conheça nosso curso de Tecnologia Têxtil para Profissionais da Moda. Matrículas abertas no site.


INSCREVA-SE NO SITE

  • Facebook
  • download
  • download (1)
  • Pinterest
  • Instagram

PENÉLOPE BIBLIOTECA DE MODA

Rua Rui Pinto, 85 São Paulo SP 05624-100

CNPJ 24.055.203/0001-43

São Paulo - BR - 05624100

e-mail: hello@fashion-for-future.com

A entrega dos produtos é imediata pelo site assim que o pagamento for processado.