top of page

O artesanato e o mercado de luxo

Atualizado: 4 de set. de 2022




Não é surpresa pra ninguém que a valorização do artesanato na moda ainda está longe de ser conquistada ou, pelo menos, de atingir a grande massa de consumidores. Isso não quer dizer, - necessariamente ou apenas -, que a valorização se resume a elevar o preço dos produtos no mercado, pois quando falamos em valorização, nos dirigimos à percepção que as pessoas têm sobre a combinação de moda + artesanato.


A grande questão que se coloca em tempos atuais, vai um pouco além do preço. Devemos pensar que se o artesanato traz uma possibilidade de criar oportunidades de trabalho e de geração de renda e de muitos benefícios na esteira desses, então é urgente recolocá-lo no lugar que ele merece. Por que afirmamos isso? Porque o artesanato em si mesmo continua sendo o mesmo sinônimo de luxo que sempre foi, porém, em decorrência do surgimento do prêt-a-porter e, depois, do advento do fast-fashion, características como velocidade, marca, preço, tendências etc., criou-se uma nova cultura de moda que coloca o artesanato como algo "ultrapassado."


A saída então, provavelmente não é competir com essas mesmas armas, tentando fazer o trabalho artesanal ter cara, preço, velocidade ou apelo de marketing usado pelas cadeias ou grandes conglomerados. É notar aquilo que foi sendo "encoberto" por esses sistemas - pois eles não têm condições de repetir o modelo artesanal -, pode ser nosso ponto mais forte: exclusividade, originalidade, pessoalidade.


A exclusividade na moda, a exclusividade artesanal





Em tempos de "democratização do luxo", as características que podem ser trazidas para os produtos por meio do trabalho artesanal, são o seu principal diferenciador. Nota-se, por exemplo, diferenças importantíssimas e identificáveis como inigualável qualidade, as bolsas produzidas pelos alto-artesãos e as bolsas produzidas pelas marcas de luxo na Itália. Por mais que as últimas sejam extremamente bem projetadas, produzidas e acabadas, alguns detalhes no âmbito do projeto e da execução, só são possíveis de serem atingidos pelo controle individual da mão habilidosa e experiente.


Dentro do mercado do luxo, onde o preço tem correspondência direta com a exclusividade, a "irrepetibilidade" de um modelo ou de um detalhe, faz toda a diferença para o consumidor exigente. Essa qualidade é exclusiva do produto artesanal, contribuindo para a percepção de uma outra série de características valorizadas e bem pagas: raridade, singularidade, identidade e reputação. Nada pode ser mais luxo do que saber que alguém criou para você algo que ninguém mais tem e que ainda por cima tem significados culturais únicos.


A originalidade na moda, a originalidade artesanal





Você já pensou para pensar o que significa a palavra original? Na maioria das vezes, usamos para designar algo criativo, não é mesmo?


Pois pense bem... originalidade quer dizer que algo vem de algum lugar, tem uma origem precisa. Uma roupa que é original da França, um vinho original da Itália, uma porcelana original da China...


Há muito tempo atrás, o termo original ou originalidade, identificava então que algum produto não era daquele lugar, mas era originario de outro e, por isso, diferente. Com a globalização e o fortalecimento dos sistemas de comunicação, a originalidade é um bem muito raro .... Marcas globais espalham seus produtos nos quatro cantos do planeta, algumas outras marcas são verdadeiras copiadoras de outras maiores e sites, revistas, campanhas etc., distribuem pelo mundo referências de estilo que são aleatoriamente copiadas. Originalidade, então, vale muito porque é difícil de encontrar!


O trabalho artesanal, devido à sua natureza que combina a técnica de execução com o pensamento criativo, é capaz de gerar o mais original dos produtos. Porque como humanos, trabalhamos com referências, técnicas e materiais de nosso entorno e por isso somos capazes de criar o único, de inovar, de ser verdadeiramente originais e com significado.


O consumo de luxo, persegue esses valores e, não é por acaso que em nossas viagens tentamos adquirir produtos "originais" que passam a fazer parte de nossa vida e de nossa história também.


A pessoalidade na moda, a pessoalidade artesanal





Além da exclusividade (pouca oferta) e da originalidade (com significado), a terceira característica que o artesanato pode trazer à moda para elevá-la ao patamar do luxo, é a pessoalidade. Mas o que isso quer dizer exatamente?


Tem referência em algo que algum dia já foi muito próximo de todos nós, que é a possibilidade de vestir roupas que tenham sido feitas pra gente. Nada de grade de tamanhos, nada de cor da moda, nada de copiar looks das famosas, menos ainda de "zero emoção" e "roupas descartáveis."


A ideia da pessoalidade é saber que alguém, criou e produziu algo, pensando em você e por você, mas que não se trata de alguém que "te serve", mas sim de alguém "que te empresta" seu conhecimento e habilidades para te oferecer uma peça única e perfeita para você: um sapato, um vestido ou costume, um chapéu ... Pensando para o mercado de luxo


A primeira etapa para localizar sua marca ou serviço no artesanato de luxo, sem dúvida, é observar esses três componentes para que sua prática possam se adequar a eles. Isso envolve não só rever o processo de desenvolvimento de produtos, como também o de comunicação e posicionamento. Todos precisam saber que você oferece exclusividade, originalidade e pessoalidade. Porém, em se tratando de usar o artesanato como estratégia, a questão é bem séria: você precisa prestar atenção para saber se não está cometendo a chamada apropriação cultural. Pode parecer bobo ou excesso de reclamação, mas, na verdade, o assunto é muito sério. Sabe por que? Porque não são poucas as marcas de moda que usam as pesquisas temáticas para enriquecer visualmente suas coleções e, para isso, vão atrás de "culturas distantes." Isso, muitas vezes, acaba significando na exploração desmedida de outras culturas, sem devolver nada em troca. Por isso, aprender mais e mais sobre a ética que envolve o design de moda, é fundamental!









Moda + artesanato


A Fashion For Future oferece o mais completo programa de Alta Formação em Artesanato e Moda. Participando desse programa, você poderá identificar diferentes oportunidades de crescimento e empreendimento dentro do setor, além de se preparar para futuras consultorias de moda.


No nosso programa participam nomes de peso, como Adélia Borges e Winnie Bastian, entre outras. Abordamos diferentes temas, da antropologia ao direito, passando pelo design, pelas práticas profissionais e pelos cases de sucesso de marcas que se dedicam a colocar o artesanato no topo de sua essência.









417 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page