top of page

Os segredos do Italian Style: uma história de arte, beleza e ousadia na moda

A Lyst, prestigiada plataforma com base em Londres que acompanha e analisa a performance de marcas de moda, em grande parte baseando-se em um algoritmo capaz de identificar “desejos de consumo”. O The Lyst Index, que aponta periodicamente as marcas e produtos “mais quentes” do momento, é sempre repetitiva (para nossa sorte) ao colocar diferentes marcas italianas de moda como as mais procuradas. A última lista traz em primeira posição a Gucci, em quinta a Prada, e em sétima, oitava e décima a Moncler, Prada e Versace respectivamente. Como podemos ver, 50% das dez marcas apontadas como as mais valiosas em termos de atração de interesse, cinco são tradicionalmente italianas.





Admiração e intenção ou desejo de compra com certeza são índices utilizados pelos consumidores para criar uma percepção sobre uma marca, principalmente quando essas listas são geradas a partir de dados apurados nas redes sociais, que contam com milhões e milhões de usuários todos os dias buscando informações de moda. O mais interessante disso tudo, para entender o que as pessoas querem, é que falamos de consumidores globais, que entendem essas marcas como sinônimo de “estilo italiano” e, portanto, signo de bom gosto, qualidade, originalidade, inovação etc., ou seja, tudo aquilo que se conecta em nosso imaginário ao Made in Italy.


Perceber a relação entre as partes – mercado global e estilo local -, é fundamental para compreender o papel que a denominação de origem tem na compreensão de estilos na moda. Enquanto no Brasil os consumidores não profissionais estão acostumados a reconhecer como “moda brasileira” apenas aquilo que tem sinais de brasilidade (leia-se elementos tropicais), como italianidade entende-se um conjunto de atributos que não se orientam a uma única estética. Daí a grande riqueza do conceito de Italian Style: seu denominador comum não é visual, mas sim patrimonial. O que isso quer dizer exatamente?


Italian Fashion Heritage


A questão do patrimônio seria uma tradução livre para o conceito de Fashion Heritage, que é o valor que se dá à construção de uma cultura de moda sólida e madura, como se costuma dizer aqui na Itália. O Fashion Heritage é composto pela trajetória das marcas, pelos processos envolvidos na criação e na produção e que identificam os produtos e estilos, pela relação que a sociedade tem com a moda e seus personagens, pelo impacto social da moda, pelo valor econômico da moda naquela localidade e muito mais. Não é necessário dizer que esse é um dos fatores capaz de transformar um lugar em uma capital da moda, assim como ocorre com Milão.





A importância econômica e social desse legado é vital para a valorização da moda italiana e não só de algumas marcas mais famosas, como as marcas de luxo. Certamente essas estão entre as mais desejadas porque são reconhecidas internacionalmente, mas existe todo um mercado funcionando com base no Italian Style que se beneficia de toda a estrutura de moda existente na Itália. É esse o mercado que faz com que o estilo italiano se espalhe no dia a dia das pessoas ao redor do mundo.


Cinco dicas para entender o Italian Style


1. Conheça a história das marcas: elas foram criadas a partir de valores muito enraizados na Itáia. Os valores se renovam e, por isso, as marcas conseguem se atualizar sem perder a essência que as tornou únicas. A Fendi, como sabemos, é sempre reconhecível pela presença de seus próprios símbolos de estilo bem romanos.

2. Relacione técnicas e produtos: na Itália, o valor do artesanato é indiscutível e ele faz parte do estilo das marcas. A cada estação, técnicas são renovadas, mas identificam as diferentes marcas. A Bottega Veneta e seu intrecciato é um clássico, por exemplo.

3. Acompanhe as inovações tecnológicas do setor: não há dúvidas que as marcas italianas prezam pela inovação. Por isso, os lançamentos de novos produtos envolvem novas tecnologias e materiais que proporcionam novidades estéticas. Basta lembrar da bolsa de nylon da Prada para ver como isso é verdade.

4. Aprenda sobre arte: se quiser entender a moda italiana de verdade e o estilo amado em todo o mundo é importante fazer a relação entre arte e moda. Sem exceção, todas as marcas dialogam com a arte italiana: a Versace, e sua eterna Medusa, é uma marca desse aspecto.

5. Ousadia: palavra-chave para entender o Italian Style, a ousadia é a capacidade que os criadores têm de dar um passo à frente e romper regras. Depois, os outros países seguirão os italianos ... pense em Giorgio Armani que desconstruiu o paletó masculino nos anos 1980: o mundo inteiro o copiou quando ele mudou algo que parecia eterno.



Quer aprender mais sobre o Italian Style? Junte-se à Fashion For Future


Todo mundo sabe que estamos em Milão, próximas de tudo o que acontece na moda italiana, aprendendo, in-loco no dia a dia de uma das cidades mais empolgantes do mundo quando o assunto é moda e design.





Para compartilhar com você todo esse conhecimento que adquirimos ao longo dos anos, criamos um curso exclusivo que você só pode realizar com a gente. Os Segredos do Italian Fashion Style é um curso completo liderado pela Bruna Rigato, que fala da história, das marcas e dos princípios da moda italiana. Para saber mais e inscrever-se hoje mesmo, clique aqui.

259 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page